O Documentário "Energia Tempo Cupertino" mostra a trajetória do artista visual Claudio Cupertino

Artista premiado pelo Museu do Louvre e pela ONU, Cupertino cria exposição virtual de suas obras e exibe sessão première para lançar o seu filme


Até seus 18 anos, Claudio Cupertino não havia tido qualquer contato direto com as artes plásticas. Foi nesta idade, ao se transferir para São Paulo, que ele se viu encantado com este universo. Desde 2011, passou a trabalhar com impressões em pedra e rapidamente desenvolveu uma técnica própria de "gravar" utilizando pedras e esponjas, a qual batizou de Cupergrafia. De lá até hoje, sua obra foi internacionalmente reconhecia com o Premio Gold (ONU), em 2016,Prêmio Mundial de Arte Contemporânea de Paris, Prêmio de 1° Lugar e Medalha de Honrapremiação triplano Salão Internacional de Arte Contemporânea de Paris, no Museu do Louvre, em 2017, e o prêmio biênio Leonardo da Vinci em Florença, Itália, em 2018.


Ao conhecer seu trabalho numa exposição em São Paulo e as obras geradas através desta técnica, o cineasta Matheus Ruas decidiu produzir um documentário sobre a surpreendente carreira artística de Cupertino. Foi esta a gênese de "Energia Tempo Cupertino", documentário sobre vida e obra de Claudio Cupertino. "O documentário do Claudio Cupertino é só o começo. Todo o mérito é dele. O documentário é um retrato honesto de seu sucesso", comenta o diretor.


"Energia Tempo Cupertino" foi produzido e dirigido por Ruas, cofundador da produtora StudioFly e documentarista do canal History Channel, autor do premiado documentário "Guerra do Paraguai".Todo captado em película, sem qualquer patrocínio ou isenção fiscal, foi produzido de forma totalmente independente.


O documentário tem a participação do jornalista e curador de arte Allex Colontonio e cenas gravadas em Porto Alegre, São Paulo e Minas Gerais, sua terra natal. O curta-metragem já foi inscrito no Festival Internacional de Gramado, FRAPA Porto Alegre Festival, FIC RIO – Festival Internacional de Curta-metragem do Rio de Janeiro, Feste Cine Pedra Azul, Salon International De La Luz, Festival International de Cortos e FMTD Manuel Trujillo Durán National & International Short Film Festival.



Seu lançamento, acompanhado de exposição de obras do artista, estava previsto para o segundo semestre de 2020 e, em face dos acontecimentos causados pela COVID-19, Cupertino optou por fazer o evento de lançamento totalmente virtual. Marcou para o dia 3 de junho, data em que vai expor as obras que vem realizando durante o isolamento em um apartament-galery de um colecionador de arte, nos Jardins, em São Paulo, para abrir um hangout para "receber" seus convidados e exibir o documentário em primeira-mão em seu Instagram (@ClaudioCupertino) para todos que estiverem conectados. O filme permanecerá disponível nas redes de Cláudio após o evento de lançamento.



"Senti muito em não poder lançar o documentário em uma galeria com a presença das pessoas, como era previsto. Mas senti também que não poderia esperar mais tempo para o lançamento, em razão da pandemia da COVID-19. Daí o lançamento virtual", declara Cupertino.

0 visualização

by Jottaelle Arte Digital   |   Todos os Direitos Reservados